Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4
Acessibilidade 5 Alto contraste 6

Polícia Militar faz esclarecimentos na Câmara de Vereadores

Publicado em 13/09/2018 às 14:33 - Atualizado em 13/09/2018 às 14:33

O Poder Legislativo de Jardinópolis recebeu, na noite de quarta-feira (12), o sargento responsável pelo Destacamento da Polícia Militar (PM) Edson Belé, acompanhado dos soldados Rafael e Riboldi. Eles fizeram uma explanação sobre a atuação da PM no município, especialmente, no que compete ao trânsito de veículos e a atuação da Polícia.

A presença na Câmara de Vereadores dos PMs partiu da necessidade de esclarecimentos sobre duas situações repercutidas na comunidade jardinopolense. A primeira refere-se à atuação da Polícia em proibir a circulação, em vias públicas, de veículos sem placas (jericos, gaiolas, carretinhas e moto “bruxa”).  

O segundo assunto, repercutido na sociedade, com considerável nível de desinformação é em relação à proposta de Projeto de Lei Ordinária 014/2018, aprovado em segunda votação na noite de quarta-feira. O projeto objetiva criar o órgão executivo de trânsito no município de Jardinópolis e a Junta Administrativa de Recursos de Infração (Jari).

Segundo o sargento Belé, a comissão de trânsito terá a responsabilidade de determinar a sinalização, nas vias públicas municipais. Além de julgar, com parâmetros no Código Nacional de Trânsito, as infrações feitas pela PM nas vias do município. “Multas que são aplicadas em blitz na SC-159, por exemplo, serão julgadas numa comissão em Chapecó”, explica. 

Desinformação

No mesmo período em que a PM intensificou a proibição do trânsito de jericos, gaiolas, carretinhas e moto “bruxa”, nas vias públicas, especialmente na área urbana e na SC-159, o Poder Executivo de Jardinópolis enviou para a Câmara de Vereadores o Projeto de Lei Ordinária 014/2018, sobre a Comissão de Trânsito e a Jari.

Esse cenário criou uma desinformação na sociedade jardinopolense, porque algumas pessoas passaram a afirmar que os vereadores estavam discutindo uma Lei Municipal para proibir o trânsito dos veículos citados acima e a Polícia já estava autuando, no primeiro momento com um aviso e depois com a apreensão do veículo para quem desrespeitasse. 

Esclarecimento

Para deixar claro os fatos, o sargento Edson Belé foi enfático em dizer que a proibição do trânsito de jericos, gaiolas, carretinhas e moto “bruxa” é uma readequação à Lei Nacional de Trânsito. “Deve ficar entendido, especialmente a quem tem esses veículos, a questão não compete ao prefeito ou vereadores, nós vamos aplicar a lei, independente de quem esteja circulando. Tem que ficar claro que só pode circular veículos emplacados e condutores com carteira de habilitação”, salientou.

 

 

 


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar